quinta-feira, 16 de abril de 2015

EMATER PARTICIPA DE SEMINÁRIO SOBRE COOPERATIVISMO AGROPECUÁRIO


Buscar alternativas para o fortalecimento do cooperativismo no meio agropecuário. Esse foi o tema central de um seminário de articulação institucional realizado ontem (15), na Escola de Governo do Centro Administrativo.

A Emater-RN foi uma das entidades participantes, contribuindo com as discussões no painel “Acesso às Políticas Públicas do Mercado Institucional: PAA e Pnae”. A instituição, através do seu diretor geral, Cesar José de Oliveira, tratou do Programa de Aquisição de Alimentos nas modalidades Compra Direta e Leite, por ela executadas, enfatizando sua contribuição para o fortalecimento das cooperativas agropecuárias, como também seus maiores desafios na atual conjuntura econômica do governo estadual.

“O PAA propicia estímulo para os agricultores e agricultoras familiares trabalharem uma rede de proximidade com o mercado local. São iniciativas que garantem que os pequenos produtores não fiquem reféns de atravessadores”, disse Cesar Oliveira. Por outro lado, ele destacou alguns entraves, como as limitações orçamentárias em âmbito estadual impedem um crescimento maior dos programas, problemas de logística e a falta de um mapeamento da vulnerabilidade social do estado, que facilite combinar os pontos de produção e aquisição de alimentos. Participaram desse painel, ainda, a Conab, Ministério do Desenvolvimento Agrário,  Secretarias de Educação do Estado e de Parnamirim.

Durante o I Seminário de Articulação para o Fortalecimento do Cooperativismo Agropecuário do RN, as principais cooperativas do setor, em atividade no Rio Grande do Norte, ressaltaram suas principais alternativas de desenvolvimento e entraves. Participaram do painel a Coafarn, Coafs, Coafes e Copercacho, situadas em regiões diversas do estado e que lidam com atividades diferentes, mas que possuem preocupações em comum. Uma delas é a exigência do Selo de Inspeção para produtos de origem animal, interferindo na comercialização até que todos os municípios se adequem à legislação. O assunto foi tema do terceiro painel do dia de trabalho, tratando dos procedimentos para regularização da agroindústria familiar. Falaram sobre o assunto o Idiarn, Femurn, Mapa, Anvisa e Ministério Público Estadual.


O evento foi promovido pelo Governo do Estado do Rio Grande do Norte, através da Secretaria de Estado da Agricultura, da Pecuária e da Pesca (Sape), com organização direta do MDA, RN Sustentável, Grupo Banco Mundial, Emater-RN, Sescoop/RN, Uern, Fetraf e Fetarn.

EMATER/ASSECOM